quinta-feira, 13 de janeiro de 2005

Haja o que houver

Haja o que houver, estou aqui
Haja o que houver, espero por ti
Volta no vento, oh, meu amor
Volta depressa, por favor
Há quanto tempo já esqueci
Porque fiquei longe de ti
Cada momento é pior
Volta, no vento, por favor
Eu sei, eu sei
Quem és pra mim
Haja o que houver, espero por ti

Pedro Ayres Magalhães