quarta-feira, 28 de junho de 2006

Prisma invertido





Os dedos alongam-se ao redor da viagem.
As mãos unem-se em pleo voo, são asas.
Os lábios são a cor da liberdade inquietante, vibrante.
O som dos sorrisos de espuma desfaz-se no cansaço da travessia.

A nossa chegada anunciou-se na manhã do entardecer,
no penhasco sobre vale, no mundo do contraste,
onde o branco e o preto são uma e a mesma cor,
na inquestinável brisa doce do mar.

Caminhamos num mundo ao contrário,
mas é tão apetecível sentir o nosso corpo
inspirar a melodia das borboletas
e, no final, aniquilar o choro cravado na face da pedra,
pois de pedra são os nossos corações
neste nosso mundo de guerreiros.

Perdoem-me, mas por aqui fico.
Quedo-me na contrariedade que me acalenta o peito.

Raphaela Blat

21 Lápis no papel:

Blogger xerxes escreveu no papel...

...e que mais a dizer!? Tudo de nada!
Nice text. abrç

01:16  
Blogger M A R I A N E escreveu no papel...

Paz ao mundo!
Peace to the world!
世界への平和!
Pace al mondo!
Paix au monde !
Ειρήνη στον κόσμο!
Frieden zur Welt!
¡Paz al mundo!
Мир к миру!..e por aí vai. Lindo texto!

04:26  
Blogger Daniel Aladiah escreveu no papel...

Querida Isa Xana
Felizmente, os nossos corações não são de pedra...
Um beijo
Daniel

15:39  
Blogger shakermaker escreveu no papel...

Ora viva Cara Isa Xana...

Eu li, e até repeti a leitura, mas nem por isso gostei. Falta aquela incerteza nas palavras, talvez seja um pouco previsível.
Sabe, por vezes sou demasiado exigente no que leio, talvez porque procuro virtudes nos outros que eu não tenho.
Sim, deve ser por isso, se bem que o facto de eu ser extremamente inconveniente também explica muita coisa, ou nem por isso.

E algo escrito por si? Sim, não?
Tudo bem, eu aguardo.

Outra coisa:
É uma pena limitar os seus comentários somente para o blogger, mas tudo bem, eu resisto.

Um abraço...
SHAKERMAKER

23:36  
Blogger Nilson Barcelli escreveu no papel...

Li e reli não sei quantas vezes.
Contrariamente ao comentador que me precede, não acho que as tuas palavras sejam previsíveis.
Antes pelo contrário.

Globalmente não apreendi o poema. É de eleitura difícil e as metáforas são passíveis de variadíssimas interpretações.

Não percebi o título, enfim, uma desgraça.
Resumindo, eu acho que não tenho capacidade para interpretar o teu poema.
Mas sei que tem boas imagens. E também sei que escreves bem, não apenas por este poema, mas por tudo que tenho lido teu de há muito tempo a esta parte.

Beijinhos.

10:22  
Blogger O Micróbio II escreveu no papel...

Cada vez melhor... :-)

14:21  
Blogger Nilson Barcelli escreveu no papel...

Agora a leitura faz todo o sentido. Obrigado pela tua explicação.
Já o tinha achado bem escrito, mas agora é que vejo o belíssimo poema que é. Nem seria de esperar outra coisa de ti.
Espero que tenhas jantado bem (foi tão depressa...).
Beijinhos.

21:26  
Blogger Nilson Barcelli escreveu no papel...

Vê lá se não aplicas a técnica do poema ao artesanato...

Depois podias colocar aqui algumas fotografias, pois o artesanato é importante ser mostrado ao maior número possível de pessoas.

Beijinhos.

21:42  
Blogger lique escreveu no papel...

Previsível, é coisa que nunca te acharei. Pelo que tenho lido teu, já desde há muito tempo, sei que podes escrever (bem) sobre muitos assuntos. Será esse "mundo de guerreiros" o que penso? Concordo que não é fácil de interpretar o teu poema. Mas usas belíssimas metáforas.
beijinhos

22:50  
Blogger Isa&Luis escreveu no papel...

Olá,

Gostei de ler,

Felizmente ainda existe corações de manteiga,:))
mas tens toda a razao, cada vez os corações sao mais de pedra, estamos a caminhar nessa direcção.

Beijinhos muitos

Isa

20:05  
Blogger Kamal3007 escreveu no papel...

muito belo poema, lindas palavras, mtu lindas mesmo... n vou tecer uma analise pq n me axo a direito deste, apenas lhe mandar meus parabens aki do Brasil, para vc poeta portuguesa, do outro lado do oceano...

05:18  
Blogger TomSawyer escreveu no papel...

e nao tas sozinha felizmente...ate podes fazer parte de uma minoria mas nao tas sozinha :)...parabens pelas sempre excelentes escolhas musicais...

13:56  
Blogger Catarino escreveu no papel...

Mais um grande poema, ao que já nos habituou a Raphaela Blat.
Continua a escrever assim porque é maravilhoso ler-te....
beijo

16:43  
Blogger Comenta até não poderes mais escreveu no papel...

muito giro

17:56  
Blogger Nilson Barcelli escreveu no papel...

Voltei a reler o teu poema.
É maravilhoso.

Mas vê lá se escreves mais... sim?

Beijinhos.

21:14  
Blogger As cores da vida escreveu no papel...

Isa :)*

18:55  
Blogger Laranjinha escreveu no papel...

Uma ambiguidade pungente de significado, simbolismo e sentimentos em contraste...
Parece-me que esconde dor - a que inveitavelmente acompanha as intensas emoções, atrás de um sorriso, de um sonho, de um mundo que ansiamos ver toldado de rosados tons.
Acresce ainda elogiar toda a beleza deste poema, uma vez mais MAGNIFICO!
Bjo*

22:07  
Blogger M A R I A N E escreveu no papel...

COMO VC COLOCOU MÚSICA NO BLOG??????

16:12  
Blogger Comenta até não poderes mais escreveu no papel...

Muito gira essa foto

16:45  
Blogger shakermaker escreveu no papel...

Ora viva Cara Isa Xana...

Bom, vim até aqui para ler algo de novo mas parece-me que tem mais que fazer, e ainda bem para si.

Ou será que é a Raphaela Blat que anda bastante ocupada?
Raios, agora até eu me confundi com o que escrevi...

De qualquer das formas volto noutro dia. Sim, eu sei, azar o seu!

Um abraço...
SHAKERMAKER

19:39  
Blogger arritmico-mano escreveu no papel...

e o que é que nos pára quando o peito aquece de ser ele?

b*

03:56  

Enviar um comentário

<< Voltar ao papel