quinta-feira, 10 de fevereiro de 2005

Estou só

A música que me inspirou a fazer este poema é de Craig Armstrong. Escutem-na a partir do site www.christophermcdowell.com/Love%20Actually/18-Craig%20Armstrong%20_%20Glasgow%20Love%20Theme.mp3.
O que aqui está escrito não é o que sinto, é somente aquilo que esta música me disse para escrever.
Escutem-na enquanto lêem o poema.



Estou só.
Abandonada.
Deixaste-me.
Deixaste-me à mercê do mundo
cruel e injusto.
Estou só.
Abandonada por ti
sem me quereres abandonar.
Estou só,
sem a minha alma
porque tu, meu amor, és a minha alma.
Sempre foste.
Desde o momento em que te vi.
Desde o momento em que te toquei.
Estou só.
Porque mo tiraste?
Porque mo roubaste?
Porque deixaste que ele partisse sem querer?
Um dia olhei para o teu lado
na nossa cama de madeira
e tu não estavas lá.
Olhei para ti e não te vi.
Sim, olhei para ti...
Era ali o teu lugar.
Era ali que devias estar,
mas não estavas.
Tu não estavas no meu abraço quando precisei.
Tu não secaste as minhas lágrimas quando te chamei.
Tu não acariciaste o meu rosto quando desejei.
Porque não vieste quando gritei o teu nome?
Estou só.
Sem ti.
Sem alma.
Só um corpo inerte.
Meio vivo.
Meio morto.
Sem alma
não podemos ser completos.
Somos metades
que andam pelas ruas,
que dormem sozinhos nas camas
que outrora eram de casal,
somos metades esperando
as metades que nos faltam.
E somente assim,
metades mais metades,
estaremos completos
num uno.
Porém a minha metade,
o meu amor,
deixou-me,
abandonou-me sem querer.
E eu
estou só
sem ti.

Raphaela Blat

13 Lápis no papel:

Blogger litle lucy escreveu no papel...

melancolia...triste melancolia
são momentos que passam


um beijo carinhoso rose******

00:58  
Blogger soldeinverno escreveu no papel...

vais encontrar essa metade que te completa, não pares de procurá-la... Volto sempre...

09:54  
Blogger O Micróbio escreveu no papel...

Bela conjugação de letras e música...

12:48  
Blogger Ana escreveu no papel...

Quanta tristeza, quanta desilusão, e a vida ali fora à espera de ser vivida, plena. É só estender a mão e no imaginário encontra-se a outra metade de tudo.
Besitos

19:31  
Blogger Carlos Barros escreveu no papel...

Com lapis e papel fiz um execicio de memoria, lembrei-me de todas as musicas de craig armstrong, e li...brutal este teu poema, brutal o teu estado de espirito.
Por mais que julgues nuncas estás só, nem lá (no limbo) nem cá (onde coabitamos).
Junta-te a ti e vais ver sobreviverás
Beijos

23:02  
Blogger Carlos Barros escreveu no papel...

eu conheço a musica e imagineia, pq aqui não tenho placa de som

23:33  
Blogger Å®t_Øf_£övë escreveu no papel...

Xana,
Muito bonita a harmonia que criaste entre a musica e o poema.
Obrigado pelo lindo momento que me deste a partilhar.
Beijinho.

00:45  
Blogger FataMorgana escreveu no papel...

Li vários posts, gosto muito do teu blog. Já tinha espreitado, mas hoje passei aqui um grande bocado. Vi a tua foto no Espectro :) Também gosto muito dos delírios dele.

Um beijo e até breve!

01:41  
Blogger Aluena escreveu no papel...

isa xana!
Olá Lindo teu Poema. Parabéns. Vem tomar 1BICA e fica. http://bica.blogs.sapo.pt
BJS. ALUENA

09:53  
Blogger lique escreveu no papel...

As tuas palavras são o perfeito complemento da música. Muito bom. Beijinhos

11:54  
Blogger AS escreveu no papel...

Muito bonito o teu poema, escrito com a alma!...
Acho que todos já experimentamos essa sensação... e sobrevivemos! A outra metade não se perdeu, apenas se ausentou momentâneamente...

Um beijo e bom fim de semana

13:40  
Anonymous Espectro #999 escreveu no papel...

Isa consegues deveras surpreender-me, pois ao ler estes poemas fizeste-me lembrar algo que julgava já ter esquecido. E era mesmo para esquecer, pois coisas tristes costumo colocar na parte das agruras da vida e nunca mais lhe voltar a tocar, entendes ?
Mas gostei de ler e sei que não tens culpa do que de mau me aconteça neste mundo. Por isso tudo, um grande beijo e inté.

20:04  
Blogger lady-bird escreveu no papel...

Tão triste, mas tão sentido... Sentir um falso sofrimento não é fácil, mas neste caso gostei muito do resultado :)

15:09  

Enviar um comentário

<< Voltar ao papel