sexta-feira, 28 de janeiro de 2005

Carta




Pego no lápis.
Arranco uma folha de papel
do meu velho caderno reciclado.
Começo a escrever.
Letras sem sentido espalham-se por toda a folha.
Algo para mim mesma aparece no meio da escrita,
mas não sou eu que a escrevo.
Quem é, então?
Quem escreve para mim
usando as minhas próprias mãos?
É uma carta,
é uma carta que se materializa
na minha velha folha de papel.
Uma carta para mim.
As palavras estão ali
mas não fui eu que as escrevi
e fui.
Fecho os olhos.
Respiro bem fundo.
Esvazio a mente
e começo a ler.
Tão formosa carta me aparece ali
na minha velha folha de papel.
Que diz?
Que me apoia sempre.
Que me ajuda sempre.
Que não me condena.
Que não me julga.
Que diz?
Que me ama.
Na minha velha folha de papel,
uma carta nasce
a partir dos meus dedos.
Escrita por mim.
Escrita por ti.
Uma carta tua, avó,
que vieste
para me amar uma vez mais
na minha velha folha de papel.

Raphaela Blat

11 Lápis no papel:

Blogger lique escreveu no papel...

Seria bom se nos aparecesse assim uma mensagem de alguém que nos desse amor incondicional, como a tua avó! Belo sonho reflecte o teu poema. Beijinhos

21:26  
Blogger Å®t_Øf_£övë escreveu no papel...

Passei para te desejar um bom fds.
Bjs.

00:20  
Blogger Menina_marota escreveu no papel...

A felicidade de se ter uma Avó! Uma Avó que nos ama incondicionalmente! Linda carta de amor! E há quem diga que as cartas de amor são ridiculas. Abraço e bom fim de semna :-)
http://eternamentemenina.blogs.sapo.pt/

01:03  
Blogger Ritinha escreveu no papel...

Mas que lindo texto.
Quem me dera ter alguém que me aparecesse assim, parara me dar coragem, para continuar.
Bela mensagem que o texto transmite.
Jinhos primoca

13:08  
Blogger Ana escreveu no papel...

Obrigada pelo comentário a um post do meu Blog!
Também acho a foto muito bonita, eu própria já a vivi :)
Podes comentar sempre que quises
Tudo de bom

14:59  
Blogger c.b. escreveu no papel...

excelente o trabalho de divulgação. continua :)

15:10  
Blogger ricardo escreveu no papel...

olá, isa! desta vez, superaste-me! lol e desta carta retiro uma certeza: as palavras são sempre a metamorfose entre o sonho e a realidade. a presença física de quem (esteja onde estiver) tem sempre um doce e um sorriso para nos lançar. em qualquer altura. aproveito para dizer que eu também adoro as minhas avós. lol beijo grande

18:35  
Blogger lobices escreveu no papel...

...olá Isa: venho agradecer e retribuir tua amável visita ao meu sítio... um beijinho (o teu sítio aqui também é muito lindo...e, adoro Évora!...) :)

10:55  
Blogger soldeinverno escreveu no papel...

muito lindo... às vezes a falta que eles nos fazem é insuportável, não é?... jinhuz

11:42  
Anonymous Anónimo escreveu no papel...

Olá... passei por cá e adorei o k li... tens uma capacidade de expressão, uns sonhos e certezas k se misturam entre si... fora de série... :)

*Miminhus*

Guida (www.photoblog.be/anamar)

22:41  
Blogger Vab escreveu no papel...

É incrivel.. Assim que comecei a ler lembrei-me da nossa avó, de como aquela carta poderia ser ela. Já te disse que ela está do nosso lado, do teu lado. Estou a ver que andas com muitos comments, mt bem sim sr :)

16:10  

Enviar um comentário

<< Voltar ao papel