segunda-feira, 21 de março de 2005

Carpe diem


Solta-te ao vento.
Esquece as convenções.
O que querem que faças.
Como querem que sejas.
E solta-te ao vento.
Sê feliz,
completamente,
inteiramente
infinitamente.
Faz o que queres.
Sorri mais ao mundo.
Sorri mais a quem te rodeia.
Sorri a quem te quer bem.
Vamos dar rosto à gente sem rosto.
Vamos ajudar a curar a cegueira do mundo.
Solta-te ao vento com prazer.
Segue o caminho que escolheres.
Muda de percurso quando julgares que é a hora.
Muda de novo
porque és o senhor do teu caminho,
o senhor do teu fado.
Caminha descalço.
Sente bem essa terra.
Respira bem fundo.
Grita bem alto.
Solta-te ao vento com alegria.
Contempla a vida que existe.
A natureza poderosa,
bela,
carichosa,
leva-te a flutuar no mar da vida.
Não te esqueças que só flutuarás uma vez.
Solta-te ao vento.
Esquece as convenções.
O que querem que faças.
Como querem que sejas.
Sê feliz
e vai.

Raphaela Blat

22 Lápis no papel:

Blogger Gabriel escreveu no papel...

Belíssimo poema. Me remeteu a Pessoa:
"Para ser grande, sê inteiro: nada teu exagera ou exclui"!! Lindo! "Solta-te ao vento" é uma frase poética felicíssima.
Alegro-me em saber que que prestigias-me.
És uma poeta de mancheia.
Aquela ali embaixo é você? (do penultimo post)
Bjs

04:39  
Blogger AS escreveu no papel...

Solta-te ao vento linda poeta... as tuas palavras já as soltaste!...

Um beijo grande

08:38  
Blogger webdreamer escreveu no papel...

E depois de ler,
o dia começa bem.

10:07  
Blogger D escreveu no papel...

Humm.. que texto tão harmonioso, cheio de energia e força positiva :)

11:15  
Blogger O Micróbio escreveu no papel...

Palavras que deixas soltas ao vento que por sua vez as vai deixando aqui e ali... não as deixes!

11:36  
Blogger sotavento escreveu no papel...

Vou?!... Mas vou p'ra onde?!... De momento só sei que não vou por ali!... :)

13:57  
Blogger Alma de Poeta escreveu no papel...

Se te for possivel solta-te...liberta-te das amarras que nos são impostas por normas e condutos duma sociedade onde estamos inseridos. Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades diz o provérbio popular....a hora de mudança existe dentro de nós em qualquer altura sem anuncio ´prévio....beijinhos

14:11  
Blogger litle lucy escreveu no papel...

Apeteceu me largar tudo e lutar por aquilo que mais sonho

cest la vie

um beijo doce rose**

15:44  
Anonymous gato_escaldado escreveu no papel...

beijo. agradeço as tuas visitas. gostei do poema. e do blog. voltarei

15:48  
Anonymous Taliesin escreveu no papel...

Isa, pq vc faz isso, comosco, pobres leitores, brincando com esses poemas, lindos, q mexe fundo com nossas emoções, amo esse blog.
Beijão minha linda
q sua segunda feira seja linda

16:02  
Blogger Betty Branco Martins escreveu no papel...

Este comentário foi removido por um gestor do blogue.

16:14  
Blogger Betty Branco Martins escreveu no papel...

Que BELA composição este teu poema e que mensagem contem!!! "Carpe diem" minha querida... SEMPRE

Um beijo
Betty

16:16  
Blogger soldeinverno escreveu no papel...

solta-te no vento e continua sempre a escrever assim... jinhuz
Volto sempre...

16:36  
Anonymous Espectro #999 escreveu no papel...

Isa [...] minha adorada Isa, escreves da maneira que sentes e sentes da maneira que vives, logo escreves da maneira que vives.
Simplesmente delicioso este teu poema.
E já agora, porquê o apagar do 'comment' da Betty Branco ... ?
Uma grande beijoca e inté.

16:51  
Blogger Miguel Sousa escreveu no papel...

belo blogue oh teimosa..

16:59  
Blogger Daniel Aladiah escreveu no papel...

Querida Isa Xana
Gosto muito do que escreves. Fizeste-me lembrar o "Clube dos Poetas Mortos" no dia mundial da poesia, tudo se conjuga. Acho é que não flutuamos só uma vez, mas isso são coisas minhas...
Um beijo
Daniel

17:56  
Blogger bertus escreveu no papel...

...gostei. Vou passando para ler e deixar palavras amigáveis. Fica bem e intés!!

19:33  
Blogger La Luna escreveu no papel...

linda dpx de ler este belissimo poema deu-me uma vontade imensa de sair a rua, correr e gritar ao mundo com é bela a vida...nós só temos de nos soltar e deixarmo-nos levar pelo vento...
bjinhuh mui fofuh

19:37  
Blogger Vera Cymbron escreveu no papel...

Hoje tu também estás de parabéns...a tua poesia é linda!
Jinhos

22:47  
Blogger musalia escreveu no papel...

bela elegia ao amor e ao sorriso:)
beijos.

23:08  
Blogger ricardo escreveu no papel...

os comentários anteriores tudo dizem. tudo sentem. "solta-te ao vento" e sê feliz. parabéns! e carpe diem, sempre

20:48  
Blogger Leonoretta escreveu no papel...

libertar-me das convenções, soltar-me ao vento....
por acaso escreveste este poema para mim?

beijinho da leonor

16:44  

Enviar um comentário

<< Voltar ao papel